Consumo consciente de roupas é tendência no país e mostra-se cada vez mais importante

Em época de consumismo exacerbado, um dos principais prejudicados é o meio-ambiente. O acúmulo de produtos que podem demorar décadas ou séculos para se decompor prejudica a qualidade de vida de todos. O setor da moda, principalmente, devido à grande quantidade de indústrias e compras do meio, é um dos precursores de tais problemas. Porém, com a mudança de hábitos decorrente da preocupação cada vez maior com o meio-ambiente, o consumo consciente se torna um hábito cada vez mais presente.

Dessa forma, a busca por alternativas que possam auxiliar a sustentabilidade cresce todos os dias. Não é à toa que empresas como a rede de franquias Restaura Jeans tem se consolidado no mercado. De acordo Edmar do Carmo, empresário e diretor da primeira unidade da Restaura Jeans, em Belo Horizonte, o momento é ideal para conscientização. “Estamos vivendo em um período em que muita gente está mudando a forma de pensar devido às consequências que o uso ruim dos meios naturais podem trazer e também as prioridades de gastos devido ao cenário econômico”, conta.

Uma das soluções para tal problema é exatamente apostar na proposta de empresas como a Restaura Jeans. “Aqui, o objetivo é evitar o desperdício e dar uma cara nova a roupas que ainda podem ser reutilizadas por muito tempo e de várias formas. Através da restauração ou customização conseguimos transformar peças em praticamente novas. Além disso, é possível dar uma cara totalmente diferente a tais modelos”, destacou o empresário.

Lavanderia ecológica

Uma das maneiras para conseguir realizar esse objetivo está no modelo disponibilizado pela Restaura Jeans, a “lavanderia ecológica”. “Isso quer dizer que todo o processo utilizado, desde as máquinas até os produtos para lavagem, são totalmente sustentáveis. Não liberamos nenhum resíduo que prejudique o meio-ambiente, além de conseguir o tratamento adequado da água para que ela seja reutilizada em outras finalidades. E, claro, ainda conseguimos dar cara nova as peças com produtos que permitem conservação redobrada. Assim, ao mesmo tempo em que se reduz os itens prejudiciais ao meio-ambiente, os clientes ainda conseguem economizar ao evitar a necessidade de trocar peças de roupas o tempo todo”, diz.

Fonte: Edmar do Carmo, empresário e diretor da unidade em Belo Horizonte (//www.restaurajeans.com.br/).


comentários